Ícone do site Bossa Nova Educação

Diferença entre dificuldade e transtorno de aprendizagem

Dificuldade de aprendizagem e transtorno de aprendizagem são conceitos que muitas vezes são confundidos, mas possuem diferenças significativas. A dificuldade de aprendizagem é uma condição em que uma pessoa tem dificuldade em compreender ou processar informações de maneira eficaz, o que pode afetar sua capacidade de realizar tarefas escolares ou acadêmicas. Por outro lado, um transtorno de aprendizagem é uma condição médica diagnosticável que afeta a capacidade de uma pessoa de aprender de maneira típica, independentemente do esforço ou da motivação.

Dificuldades de Aprendizagem

As dificuldades de aprendizagem são geralmente classificadas como problemas de ensino, onde se pode trabalhar para melhorar a compreensão e a aplicação do conteúdo. Algumas pessoas podem apresentar dificuldade para compreender e processar informações, outras podem apresentar dificuldade para expressar-se, para se concentrar, para se organizar, entre outras. Essas dificuldades podem interferir no desempenho acadêmico, mas podem ser trabalhadas e minimizadas através de estratégias de ensino adaptadas, intervenção de profissionais especializados e apoio familiar.

Exemplos de dificuldades de aprendizagem incluem:

Geralmente se referem a problemas comuns que as pessoas podem enfrentar ao longo de sua educação, como dificuldade para compreender conceitos matemáticos, dificuldade para escrever corretamente, dificuldade para se concentrar e se lembrar de informações.

Transtornos de Aprendizagem

Por outro lado, os transtornos de aprendizagem são problemas que experimentaram a capacidade de uma pessoa de adquirir, compreender e aplicar conhecimento, habilidades e valores de maneira significativamente mais limitados do que o esperado para a idade, escolaridade ou ambiente cultural. Podem ser causados ​​por problemas neurológicos, como a dislexia, discalculia, entre outros. Esses transtornos de aprendizagem requerem intervenção especializada e tratamento para ajudar a pessoa a superar os problemas.

Dislexia

Dislexia é um transtorno de aprendizagem específico que afeta a habilidade de ler, escrever e processar informações verbais. A dislexia é caracterizada por dificuldades persistentes na decodificação de palavras, mesmo quando o indivíduo tem inteligência normal ou acima da média e recebeu uma boa educação. A dislexia pode ser tratada com suporte educacional, terapia e treinamento especializado.

Discalculia

Discalculia é um transtorno de aprendizagem que afeta a capacidade de realizar cálculos matemáticos e compreender conceitos matemáticos básicos. As pessoas com discalculia podem ter dificuldades em tarefas como contar, resolver problemas matemáticos simples e entender conceitos como tempo e quantidade. A discalculia é semelhante à dislexia, mas afeta a habilidade de realizar cálculos matemáticos em vez de ler e escrever. Como a dislexia, a discalculia pode ser tratada com suporte educacional e terapia especializada

Disortografia

Disortografia é um transtorno de aprendizagem que afeta a habilidade de escrever corretamente, incluindo a ortografia e a pontuação. As pessoas com disortografia podem ter dificuldades em escrever palavras corretamente, mesmo as conhecendo. Também podem ter dificuldades em entender as regras de ortografia e pontuação. A disortografia é comum em pessoas com dislexia e pode ser tratada com terapia especializada, treinamento de escrita e suporte educacional.

Déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um transtorno de conduta que afeta crianças e adultos. As pessoas com TDAH têm dificuldades para prestar atenção, ficam facilmente distraídas e podem ter comportamentos hiperativos e impulsivos. O TDAH pode interferir nas atividades cotidianas, como escola, trabalho e relacionamentos interpessoais. O tratamento do TDAH inclui medicamentos, terapia comportamental e mudanças de estilo de vida.

Transtorno do Espectro Autista (TEA)

É um conjunto de transtornos do neurodesenvolvimento que resulta em pouco ou quase nada de desenvolvimento na comunicação, na interação social e no comportamento. Os sintomas do TEA podem variar em gravidade e tipo, e as pessoas com TEA podem ter dificuldades em se comunicar e compreender o comportamento social e as expectativas sociais.

Os níveis de gravidade do TEA são:

O tratamento do TEA inclui terapia comportamental, terapia ocupacional, terapia de fala e suporte educacional. O objetivo é ajudar as pessoas com TEA a desenvolver habilidades sociais, de comunicação e comportamental.

 

Conclusão

A principal diferença entre dificuldades de aprendizagem e transtornos de aprendizagem é que as dificuldades são problemas comuns que as pessoas podem enfrentar ao longo de sua educação, enquanto os transtornos são desordens neurobiológicas que experimentaram a capacidade de uma pessoa de aprender e processar informações. Em resumo, o que difere dificuldade de aprendizagem e transtorno de aprendizagem reside na sua natureza e gravidade. Enquanto a dificuldade de aprendizagem é geralmente menos grave e pode ser superada com o tempo e o apoio adequado, um transtorno de aprendizagem é uma condição persistente que requer intervenção médica e apoio especializado. É importante destacar que ambos os conceitos podem afetar a vida de uma pessoa, mas existem soluções e recursos disponíveis para ajudar aqueles que enfrentam esses desafios.

Sair da versão mobile